Muitas pessoas se questionam porque é que o seu cão se coça… eis um dos possíveis motivos:

Quando as pulgas adultas se alimentam do sangue do cão, injectam uma pequena quantidade de saliva na pele. A dermatite alérgica à picada da pulga (DAPP) é uma reacção de hipersensibilidade (alergia), em que o sistema imunitário do cão reage excessivamente aos componentes da saliva da pulga, que seriam normalmente tolerados pelos cães que não sofrem desta hipersensibilidade.

Cães com DAPP não estão necessariamente infestados de pulgas. Uma única picada pode causar comichão durante vários dias!

Os sinais clínicos, tais como: comichão intensa, perda de pêlo, pele vermelha (sobretudo na região da base da cauda), presença de pulgas ou fezes de pulgas, dão o primeiro indício de que o seu cão pode sofrer de DAPP. Em casos mais graves, surge inflamação e infecção da pele.
Outras doenças podem causar sintomatologia semelhante, ou mesmo coexistir com a DAAP. Por isso, pode ser necessário recorrer exames complementares de diagnóstico.

Uma vez que é a saliva de pulga que provoca a resposta alérgica, é importante evitar ao máximo que as pulgas piquem o seu cão. Para tal, é essencial um rigoroso controle de pulgas no animal e no meio ambiente Este controlo pressupõe a utilização dos diversos produtos disponíveis para prevenir o aparecimento de pulgas nos animais e no meio ambiente (comprimidos, sprays, pipetas spot-on e coleiras de durabilidade variável). Os locais frequentados pelo animal devem ser cuidadosamente limpos: os tapetes e sofás aspirados (e o saco do aspirador eliminado imediatamente) e as mantas e almofadas lavadas a temperaturas elevadas.

Se o seu cão apresenta sintomas de DAPP, não hesite em levá-lo ao seu veterinário. Ele irá discutir os prós e contras dos vários tratamentos durante a consulta, e irá recomendar o plano de tratamento mais seguro e eficaz para as necessidades individuais do seu cão.