Chegou o Verão e com ele aumenta a probabilidade da sua Fera sofrer um Golpe de Calor.

Ao contrário das pessoas, os cães não transpiram pela pele. Para manterem a sua temperatura corporal, geralmente procuram superfícies frias ou locais com sombra e quando não o podem fazer, a respiração aumenta e ficam ofegantes (“arfar”).

Infelizmente, este mecanismo de arrefecimento é muito menos eficaz do que a transpiração – a temperatura corporal do cão aumenta acima do normal e leva a que ocorra um golpe de calor, que muitas das vezes origina uma falha múltipla dos órgãos internos e morte do animal.

Nos dias de temperatura elevada, há certas recomendações que deve ter em conta. Para além de ajudarem o seu animal a tolerar melhor o calor, podem salvar-lhe a vida:

  • ter sempre água limpa e fresca à disposição;
  • nunca deixá-lo sozinho no carro ao sol ou com as janelas fechadas. Durante a viagem deve parar no mínimo de 2 em 2 horas para oferecer um pouco de água fresca;
  • manter circulação de ar ou ventilação nos locais onde o deixa (dentro de casa, no carro, etc.);
  • disponibilizar sempre sombra nos locais de descanso (varandas sem um local de sombra são proibitivas nos períodos de maior calor);
  • nunca deixá-lo preso ao sol (sem possibilidade de se deitar à sombra);
  • não exercitá-lo nas horas de maior calor.

golpe calor

Os animais mais suscetíveis ao golpe de calor são: os muito jovens ou muito velhos; as raças braquicefálicas (de focinho achatado), porque não conseguem ventilar de forma tão eficiente; os de pêlo comprido e/ou espesso; os animais com excesso de peso e os que têm problemas cardíacos, vasculares ou respiratórios.
Se o seu animal esteve exposto ao sol ou fechado num local quente e quando o encontrou ele apresentava algum deste sinais:

  • temperatura retal elevada,
  • hipersalivação (babar-se muito),
  • respiração ofegante (arfar sem parar),
  • pele muito quente,
  • batimento cardíaco acelerado,
  • gengivas secas e vermelhas,
  • cansaço e fraqueza muscular (estar deitado e quase sem reação),

o mais provável é que esteja com um golpe de calor. Perante esta situação deve molhar gradualmente todo o corpo do seu animal com água fria para o tentar arrefecer ou embrulhá-lo em toalhas molhadas e levá-lo o mais rapidamente possível a um Médico Veterinário.

O golpe de calor é uma urgência médica, muitas vezes irreversível, que deve ser encaminhada de imediato para o Médico Veterinário. Em caso de dúvida contacte a Clínica Veterinária Feras de Companhia – 232 724 168.

Cuide da sua Fera de Companhia!